28 março 2008

Reunião do Conselho - aprovação das contas

Hoje fui à minha primeira reunião como conselheiro da Portuguesa.

E embora todos meus amigos, que já conhecem meu histórico profissional tenham me avisado, eu saí bem frustrado.
Sem nenhuma base analítica concreta e de forma surpreendente foi feito em menos de 30 segundos um pedido e uma teórica aprovação dos balanços de 2005/06/07 quero deixar bem claro que votei CONTRA. Eu e mais 16 pessoas apenas.

Não por ser da oposição (que não sou) e nem por colocar dúvida a honestidade da administração das contas nestes 3 anos, mas, ao aprovar um balanço, ao dar seu voto favorável à aprovação das contas de uma empresa e de um clube você está assinando em baixo de movimentações financeiras, de fechamentos de negócios etc.etc. etc... e isso não é possível que seja feito em 24 horas. Mesmo sabendo que seria importante para o curto prazo do clube essa aprovação o conselho não pode ceder as urgências para aprovar ao Balanço financeiro.
Isso é ruim para a Portuguesa. Isso é ruim para a filosofia da Portuguesa. Pois isso deixa brechas para pessoas más intencionadas pensarem: “se é tão fácil assim aprovar as contas, se ninguém olha com cuidado para os números antes de aprovar eu vou poder tirar um pouco daqui ou dali que ninguém vai notar”. Se não existe nada a ser escondido, para que a pressa na aprovação? Porque não dar um prazo legítimo para os números serem minimamente avaliados. São mais cerca de 400 linha e 3 colunas cheia de números. E isso não se analisa e se vota de um dia para o outro.

Mais uma vez, não estou desconfiando nem duvidando da honestidade desta gestão, mas tenho certeza que está teórica aprovação não foi feita de maneira correta. Até porque muitas das pessoas presentes nem entenderam o que estava sendo votado.

Escrevo essas linhas pois acho que tenho que dar o mínimo de satisfação em quem votou em mim e também comunicar e informar aos outros a minha visão do que aconteceu nesse meu debut ao conselho.

[]s
Fábio M Medeiros “Kbrall”

5 comentários:

Anônimo disse...

Kbrall, como agora você é um conselheiro da Portuguesa, você passou a ser os nossos olhos nos bastidores do Canindé. É muito importante para a torcida ficar sabendo o que realmente acontece nestas reuniões internas. Parabéns por mais esta iniciativa.

Ricardo / Jundiaí - SP

Anônimo disse...

E isso aí Kbrall não se assina nada que envolva dinheiro sem saber do que se trata. Já quase faliram a Portuguesa e isso não pode acontecer de novo

Murilo Santos - Ourinhos/SP disse...

Parebéns pela sua postura. É exatamente isso que falta na Portuguesa! Menos "oposição" e mais profissionalismo.
Um abraço!
Murilo.

Anônimo disse...

Galera, vamos esquecer o fraco Paulistão que fizemos e nos focar na Copa do Brasil. Vamos todos hoje a noite ao Canindé para apoiar o time no jogo contra o Volta Redonda. Nos vemos lá. Dá-lhe LUSA !!!

Ricardo / Jundiaí - SP

Anônimo disse...

pelo que sei o COF aprovou os balanços desde 2005.

as reuniões do COF são mensais e o que parece houve muito tempo para a análise.

um abraço

José da Costa